Textos

eu louvo o cidadão do mal

Douglas Ceccagno
22/03/2016


eu louvo o cidadão do mal
documento da insônia e da loucura
abraço dos cães leprosos e dos mártires iluminados
que não fabrica armamentos pra defender a propriedade
mas mutila punhos e pedras pela paz sem mais-valia

eu louvo o cidadão do mal
com sua moral sem religião
e sua religião imoral
seu sexo ameaçador
sua revolta indiplomática

contra as polícias tintas do bem
e seus mandamentos em línguas mortas
seus tiranos e lacaios uníssonos
seus papéis velhos e sua lógica
do lucro e da escravidão
seus empregados

eu louvo o cidadão do mal
que faz imperar sua vagamundagem
suas paixões cruéis e românticas
sobre o ócio justificado dos grandes
mamíferos vomitadores de dom pérignon

eu canto e louvo o cidadão do mal
contra o parasitismo provinciano dos moleiros de fraque
contra o domínio da lei disfarce da covardia

dou vivas ao cidadão do mal
o bárbaro luminoso que não serve pra massa média
a última esperança dos amantes de exceção


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "282906" no campo.